Cabelo seco ou ressecado? Entenda a diferença!

Saber o nosso tipo de cabelo e o que ele está precisado no momento é essencial para conseguirmos tratá-lo da melhor forma possível, com produtos adequados. Hoje vim sobre dois termos que causam bastante confusão, e que até levam muitas pessoas a pensar que se tratam da mesma coisa: cabelo seco e cabelo ressecado. Vem conferir!



Quando falamos em "cabelo seco", estamos nos referindo ao tipo de cabelo, que se trata de uma condição natural (assim como cabelos oleosos, normais e mistos). Por outro lado, um cabelo pode se tornar seco por falta de cuidados, necessitando assim da reposição da hidratação perdida.

Como identificar e cuidar: cabelos secos tender a ser opacos, fracos e a embaraçar com facilidade. Quem possui esse tipo de cabelo deve investir em shampoos mais hidratantes, co-wash e hidratações semanais com boas máscaras. Fazer umectação com óleos vegetais a cada duas semanas também ajuda a repor a oleosidade que não é produzida naturalmente pelo couro cabeludo, assim como investir em reconstruções mensais para fortalecer a fibra capilar.


Já um cabelo ressecado é um cabelo que sofreu muitos danos, geralmente de procedimentos como descoloração e alisamento, além do uso excessivo de fontes de calor. Não é uma condição natural, mas sim uma consequência da falta de cuidados.

Como identificar e tratar: um cabelo ressecado se torna quebradiço, com frizz, volume excessivo e sem movimento. O primeiro passo é apostar em uma acidificação capilar, para regular o pH dos fios e selar as cutículas. Quando o pH do cabelo está muito alto, ele tende a não absorver nenhum tratamento. Depois da acidificação, o ideal é iniciar um cronograma capilar, para devolver os nutrientes, proteínas e lipídeos perdidos por conta das agressões externas.


Agora que você já sabe a diferença entre os dois, me conta: o seu cabelo está seco ou ressecado?

Imagem: Pexels

Nenhum comentário